O Equilíbrio da Vida (TAO)


O excesso de luz cega a vista.


O excesso de som ensurdece o ouvido.

Condimentos em demais estragam o gosto.

O ímpeto das paixões perturba o coração.

A cobiça do impossível destrói a ética.

Por isso, o sábio em sua alma

Determina a medida de cada coisa.

Todas as coisas visíveis lhe são apenas

Setas que apontam para o Invisível.



(Tao-Te King, Lao-Tsé)




sábado, 27 de março de 2010

Cuida Que O Amor É Teu
























Não seria tarde para aquelas coisas?
Tarde da noite;
Tarde na vida;
Tarde demais?
Seria?
E o amor?
Passou ao longe?
Ficou na adolescência,
Antes da ciência do bem e do outro?
Ficou?
Onde é que ficou o raio do amor?
Se é que ficou.
Mas quem diabo disse que já era tarde para aquelas coisas?
Que diabo falou que era tarde da noite;
Tarde na vida;
Tarde demais?
Ora! Não dê ouvidos ao Diabo;
Ele fala demasiado
Fala pelos cotovelos
Pelas ventas
E pelas nádegas
E nunca é para o bem que fala
Ame agora
Não importa que achem cedo ou tarde
Tarde da noite
Tarde na vida
Tarde demais
Ame mais... e mais.

Obs. Esta foto foi mais uma feita de minha modesta câmera, durante um passeio com minha família pela bela Ribeirão Preto. Trata-se da Igreja De São Sebastião. Usei a foto apenas para deixar a postagem mais bela. Ela nada tem haver com o conteúdo do texto.



jefhcardoso
 
 

4 comentários:

Pérola disse...

Nada é tarde quando se tem amor.
Amei a sua postagem,parabénssssssssss.
beijokas.

MARIA L. BÓZOLI disse...

Cântico de Lívia

Alma gêmea de minha alma
Flor de luz de minha vida
Sublime estrela caida
Das belezas da amplidão...

Quando eu errava no mundo
Triste e só, no meu caminho,
Chegaste, devagarinho,
E encheste-me o coração.

Vinhas na benção das flores
Da divina claridade,
Tecer-me a felicidade
Em sorrisos de esplendor!

És meu tesouro infinito.
Juro-te eterna aliança
Porque sou tua esperança,
Como és todo meu amor!!
Alma gêmea de minha alma
Se eu te perder algum dia
Serei tua escura agonia,
Da saudade nos seus véus...

Se um dia me abandonares
Luz terna dos meus amores,
Hei de esperar-te, entre as flores
Da claridade dos céus.


- Emmanuel / Chico Xavier -

Beijos de coração prá coração!
M@ria

Ianê Mello disse...

Maria,

lindo poema!

Seja bem vinda.

Bjs.

Solange disse...

nunca é tarde para nada..
nem para morrer.
conheço essa igreja..rs
bjs.

Related Posts with Thumbnails