O Equilíbrio da Vida (TAO)


O excesso de luz cega a vista.


O excesso de som ensurdece o ouvido.

Condimentos em demais estragam o gosto.

O ímpeto das paixões perturba o coração.

A cobiça do impossível destrói a ética.

Por isso, o sábio em sua alma

Determina a medida de cada coisa.

Todas as coisas visíveis lhe são apenas

Setas que apontam para o Invisível.



(Tao-Te King, Lao-Tsé)




quinta-feira, 4 de março de 2010

Uma noite lilás

Pintado por: Bravo

A linha curva
Da terra
Invisível se torna
Nas curvas femininas
De um corpo magnetizado
De êxtase e sedução
Numa lua
Metálica
Abraçada
Por uma noite lilás.

Bravo.
.
.
Quem é escravo
raso
não se atenta
ao filamento
alaranjado
que o fim da tarde
- observado pela mulher -
colore no ápice
de seu corpo
onde o homem se desfaz.
.
Lara Amaral

6 comentários:

Ianê Mello disse...

Bravo,

meus parabéns!
Belíssima pintura e belo poema.

Não repare eu ter "ajeitado " a postagem para ficar de acordo com o padrão.

Beijo.

♥*♥(franciete)♥*♥ disse...

Minha querida estou passando e deixando o meu beijinho de luz em seu coração.

Ianê Mello disse...

Francinete, obrigada.

Beijos.

Ianê Mello disse...

Muito bom, Larinha.

Estou feliz em te ver por aqui.

Beijão.

VANESSA NOLASCO disse...

Meu belo casal de corpos audazes;
Veracidade no querer,
Pertencer ao desejo no eixo do laço, contato.
O lilás é uma cor espiritual, assim abençoado fica todo amor de vs. onde a vontade do outro é a verdade! Quereres...
Prazeres!

Ianê Mello disse...

Sim, querida amiga. Agradecemos por todo o carinho à nós dedicado.

Grna de bj.

Related Posts with Thumbnails