O Equilíbrio da Vida (TAO)


O excesso de luz cega a vista.


O excesso de som ensurdece o ouvido.

Condimentos em demais estragam o gosto.

O ímpeto das paixões perturba o coração.

A cobiça do impossível destrói a ética.

Por isso, o sábio em sua alma

Determina a medida de cada coisa.

Todas as coisas visíveis lhe são apenas

Setas que apontam para o Invisível.



(Tao-Te King, Lao-Tsé)




sábado, 6 de março de 2010

Sair de Mim


Rene Magritte




Tudo que preciso é sair de mim
Me lançar em mares bravios
E, por fim, me encontrar.


Ianê Mello
 
 
Diálogo Poético - Colaboradores: Ianê Mello
 

12 comentários:

IVANCEZAR disse...

Imagino que o mar, ora calmo, ora em fúria, ajudará a moldar o fim da história .... Bela inspiração !

Renata de Aragão Lopes disse...

Proveitoso passeio...

Beijo,
doce de lira

Cris disse...

Também queria sair de mim, mas meu corpo não deixa... enfim, então tenho que sair com o corpo junto (pirei! rs)... bom texto!
Abraços

Batom e poesias disse...

Quando saímos de nós, nos olhamos de fora pra dentro. Então nos encontramos.

Lindinho, Ianê.
bjs
Rossana

Cria disse...

Adorei conhecer teu blog ... Tuas postagens são belíssimas ! Meu carinho.

Solange disse...

verdade..
dentro de nós mesmos, muitas vezes nos perdemos...
bjs.

Ianê Mello disse...

Sim, Ivan, assim espero. Beijão.

Ianê Mello disse...

Renata ,

Tem que ser proveitoso...rsrsrs.

Bjs.

Ianê Mello disse...

Cris,

te entendo...rsrsrs.

Questão de prática.

Beijos.

Ianê Mello disse...

Batom e poesias,

esse é o intuito.

Obrigada, querida.

Beijinhos.

Ianê Mello disse...

Cria,

que bom que gostas!
Agradeço sua adesão.

Com meu carinho.

Ianê Mello disse...

Solange,

isso é verdade....

Grande bj.

Related Posts with Thumbnails