O Equilíbrio da Vida (TAO)


O excesso de luz cega a vista.


O excesso de som ensurdece o ouvido.

Condimentos em demais estragam o gosto.

O ímpeto das paixões perturba o coração.

A cobiça do impossível destrói a ética.

Por isso, o sábio em sua alma

Determina a medida de cada coisa.

Todas as coisas visíveis lhe são apenas

Setas que apontam para o Invisível.



(Tao-Te King, Lao-Tsé)




quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Hora da Partida







Respiro fundo,
falta me o ar
Vivo como quem corre sem alcançar
Fujo do instinto no oculto do altar
Ajoelho e rezo, mergulho nú.
Mar Rasgo minha roupa
e derrubo o tear
Vasta é a vereda,
seguir ou ficar
Facho de luz sob a água a pairar
A frente o mundo que encaro a nadar



Felipe Carriço


-------


Pode ser que na hora H eu desista
mas meus olhos me esconderão a verdade
O rosto coberto por fino tecido
como fina a tecitura de uma vida
Se meus olhos vislumbrassem o que estou a cometer
minha coragem se faria fraca
e meu arrependimento eterno
A água que envolve meu corpo,
fria como a morte que busco,
ao mesmo tempo acalenta essa dor
a dor de não poder mais Ser
O tempo me chegou...
essa é a hora
Preciso ir-me, sem mais demora
Da vida já sorvi o último gole
e o gosto era amargo como fel
Não lamentem minha partida
Foi bem pensada e sentida
O que da vida obtive foi o que pude
No mais, nada me ilude.


Ianê Mello


O leve tecido
que o rosto toma por veste
Não verga a luz da entrega
Que a alma há muito se reveste
Alçarei meu voo, em linha direta
A mesma paz que me deu à luz
Me recobrirá em outra festa.

Mirze Souza




Cavo a falha louca
calam-me a boca
calem minha voz
que em mãos
estraçalham
beijo, lume e vãos
prevejo pedras
mergulho medo
tombo infame, quedas
abismo pasmo
estampo marasmo
que outr’aventura
nunca haverá
mesmo
sob tortura
nada afinará
a formosura
d’um futuro
sortilégio
apuro egrégio...


Joe Brazuca


Tu sofres mulher
Tu não mais sofres mulher
Tu jamais deveras sofrida mulher
Tu deverias ter aceitado a vastidão do ser que é.
Cega e sufocada, porém duas rosas lhe brotam da mente emaranhada
Jefhcardoso

Diálogo Poético - Colaboradores: Felipe Carriço, Ianê Mello, Mirze Souza,Joebrazuca, Jefhcardoso
 



OBS:

Esta figura é uma fotografia baseada em Os Amantes, que Magritte pintou, segundo alguns especialistas em sua biografia, como forma de representação lúdica da morte da própria mãe, que se suicidou pulando em um rio e foi encontrada com uma camisa sobre o rosto.




11 comentários:

Ianê Mello disse...

Felipe, interessante, realmente não sabia desse detalhe. Valeu!

Não disse que era a sua cara...rs

Bj

Maria Bonfá disse...

achei muito interessante essa pintura e a história. quantas pinturas que eu vejo e não entendo e nem sequer imagino o drama que está por tras.. amei..parabens Ianê.. sua poesia é linda.. te admiro muito.vc é uma Lady da poesia..beijão

Cris disse...

Sou fan de pintura, principalmente as que fazem um misto com o cubismo... são ótimas! Parabéns pela escolha.
Abraços

Pérola disse...

Gostei demais da sua postagem.
Normalmente as pinturas revelam segredos e sentimentos diversos.
Também gostei dos seus escritos,embora um tanto triste.
Parabéns pelo bom gosto.
Um beijo grande.

ONG ALERTA disse...

Nada acontece ou é realizado sem um significado, mas estamos livres para interpretar pois cada um vê com seus olhos...muitas coisa diferentes...paz.

Ianê Mello disse...

Agradecemos à todos a visita e os comentários.

Voltem sempre.

Beijos.

bravo disse...

Adoro o teu blog. Futuramente vou participar activamente.

Bravo

Ianê Mello disse...

Amigos e colaboradores,

adorei nosso diálogo poético.

Parabéns à todos e um grande beijo.

Ianê Mello disse...

Ong Alerta e Bravo,

obrigada pela visita e sejam bem vindos.

Um abraço.

jefhcardoso disse...

O quadro de Rene Magritte é lindo e cheio de significado.
Jefhcardoso:
Tu sofres mulher
Tu não mais sofres mulher
Tu jamais deveras sofrida mulher
Tu deverias ter aceitado a vastidão do ser que é.
Cega e sufocada, porém duas rosas lhe brotam da mente emaranhada

Felipe Carriço, Ianê Mello, Mirze Souza e Joebrazuca, um forte abraço!
Jefhcardoso.

Ianê Mello disse...

Jefh,

tomei a liberdade de publicar seu texto.

Forte abraço.

Related Posts with Thumbnails