O Equilíbrio da Vida (TAO)


O excesso de luz cega a vista.


O excesso de som ensurdece o ouvido.

Condimentos em demais estragam o gosto.

O ímpeto das paixões perturba o coração.

A cobiça do impossível destrói a ética.

Por isso, o sábio em sua alma

Determina a medida de cada coisa.

Todas as coisas visíveis lhe são apenas

Setas que apontam para o Invisível.



(Tao-Te King, Lao-Tsé)




segunda-feira, 15 de novembro de 2010

RUMO AO MAR

4 comentários:

Marta disse...

Estou só e tenho medo...
Só consigo desabafar com o mar...
Chorar em frente dele não é vergonha...
Porque nunca deixei de estar só...
Sempre o soube....nunca o admiti...
Agora que envelheci....que sei que o meu filho morreu algures nesse mar que amava tanto como eu...
Só posso mesmo falar com ele.....

Beijos e abraços
Marta

Ianê Mello disse...

Marta,

compreendo bem (se fala de alguma passagem de sua vida).

Fique em paz .

Grande bj.

Cria disse...

Impecável, como sempre, tudo por aqui ! Beijo.

Ianê Mello disse...

Obrigada, Cria, sempre presente.

Bjs

Related Posts with Thumbnails