O Equilíbrio da Vida (TAO)


O excesso de luz cega a vista.


O excesso de som ensurdece o ouvido.

Condimentos em demais estragam o gosto.

O ímpeto das paixões perturba o coração.

A cobiça do impossível destrói a ética.

Por isso, o sábio em sua alma

Determina a medida de cada coisa.

Todas as coisas visíveis lhe são apenas

Setas que apontam para o Invisível.



(Tao-Te King, Lao-Tsé)




terça-feira, 2 de novembro de 2010

Conversa com borboleta


Não
Vou
Sacrificar
As flores
[Eles
Não
Gostariam]

Sendo
Assim
Por favor
Borboleta:
Vai
E
Afaga
[Por mim]
Meus
Entes
Queridos
Que
Partiram

[Aqueles
Que
Foram
Mais cedo
Para
Abrir
E
Aplainar
O
Caminho

Não cito
Nomes:
São
Muitos
(Você
Saberá)]

Fala
Da
Minha
Saudade
Da
Falta
Que
Sinto

[Deus lhe pague]

8 comentários:

Mgomes - Santa Cruz disse...

Muito bem e nem de proposito um poema destes no dia em que se comemora o dias dos fieis defuntos ou seja de todos aqueles que ja paratiram para junto de Deus Pai, mas fico com uma duvida será que a borboleta leva as nossas saudades aqueles que já partiram? adorei.
Beijos
Santa Cruz

Srtª Bêêh disse...

Que lhes entregue a mais sincera ternura... E o saber de que em eternas lembranças foram depositados.

Adorei o post!

Beijos da beeh.

Beto Palaio disse...

Poema lindissimo... Parabéns

Zélia Guardiano disse...

Grata, Srtª Bêêh!
Grata, Beto!
Beijos para os dois, com muito carinho

Rayuela disse...

llegué aquí
me trajo
una
mariposa

besos*

Zélia Guardiano disse...

Grata, Mgomes-Santa Cruz!
Enorme abraço

Zélia Guardiano disse...

Rayuela, minha querida!
Também aqui nos encontramos...
Maravilha!
Mil besos, amiga!*

Jairo Cerqueira disse...

Zélia, meu abraço e minha alegria em te ler. Não sei ao certo se as borboletas levam esse tipo de mensagem, mas penso que de todas as criaturas terrestres elas sejam, talvez, as mais confiáveis para essa missão.
Um beijo Zélia!

Related Posts with Thumbnails