O Equilíbrio da Vida (TAO)


O excesso de luz cega a vista.


O excesso de som ensurdece o ouvido.

Condimentos em demais estragam o gosto.

O ímpeto das paixões perturba o coração.

A cobiça do impossível destrói a ética.

Por isso, o sábio em sua alma

Determina a medida de cada coisa.

Todas as coisas visíveis lhe são apenas

Setas que apontam para o Invisível.



(Tao-Te King, Lao-Tsé)




sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Flor em Botão



Moça-menina
delicadeza 
em formas 
e gestos
Flor em botão
Sonha com o amor
num rosto
amado
envolto em nuvens
encoberto
indistinto
amor desperto
no olhar
Pura menina
Linda moça
quase mulher


...



Ianê Mello




Para lá para cá
O balanço de cordas
Na frondosa árvore
Segue o vento
Que muda o tempo
Leva o balanço
Para lá para cá
A arvore é moça
Em primeira florada
O vento é viril
Faz o mar irar-se
Faz o capim tombar
E assovia na telha
O vento e a árvore
Ela o contempla
Ele a seduz
Ela deixa-se levar
E assim lhe entrega
Tudo de si

...






Beto Palaio


Essa nudez
De que te vestes
Moça-menina
Tem tanta graça....
E é tal o encanto
Que se desprende
do teu olhar
E do teu corpo
Que tais expressões
Tão delicadas
Que tu compôes
fazem vibrar os corações…
E é tal a ternura e a candura da tua veste
Tão transparente
Que
Também sonhas
Moça-mulher
Com a doçura
do teu amado
com sua veste
Igual à tua
E tal como ela
Brilhante e bela
E nos momentos de intenso amor
Que irão ter vez…

Tudo por causa
dessa nudez...





Joaquim Vale Cruz



Diálogo Poético - Colabodores: Ianê Mello, Beto Palaio, Joaquim Vale Cruz


7 comentários:

Marcelino disse...

Boa metáfora essa da Ianê: a árvore e o vento; a moça e o moço (em pensamento)

Rodrigo Della Santina disse...

Bela temática, hem!
Beto, o poema está muito bom. Deveras. E sem se esquecer de Ianê, que produziu algo sutil e singelo.
Grande abraço a ambos,

Ianê Mello disse...

Obrigada, amigos.

Que bom que gostaram.

Bjs.

Vale Cruz disse...

Essa nudez
De que te vestes
Moça-menina
Tem tanta graça....
E é tal o encanto
Que se desprende
do teu olhar
E do teu corpo
Que tais expressões
Tão delicadas
Que tu compôes
fazem vibrar os corações…
E é tal a ternura e a candura da tua veste
Tão transparente
Que
Também sonhas
Moça-mulher
Com a doçura
do teu amado
com sua veste
Igual à tua
E tal como ela
Brilhante e bela
E nos momentos de intenso amor
Que irão ter vez…

Tudo por causa
dessa nudez,,,

Anônimo disse...

Menina, moça, mulher...
Desabrochando em desejos
Sente e quer
ärvore em flor
acariaçada pelo vento
ela cede ao desejo
e seu nome é sentimento!

Ianê Mello disse...

Lindo, Joaquim. Só vi agora, me desculpe.
Já publiquei.
Bjs.

Ianê Mello disse...

Anônimo,
agradeço.

Preferia que se identificasse, mas...

Related Posts with Thumbnails