O Equilíbrio da Vida (TAO)


O excesso de luz cega a vista.


O excesso de som ensurdece o ouvido.

Condimentos em demais estragam o gosto.

O ímpeto das paixões perturba o coração.

A cobiça do impossível destrói a ética.

Por isso, o sábio em sua alma

Determina a medida de cada coisa.

Todas as coisas visíveis lhe são apenas

Setas que apontam para o Invisível.



(Tao-Te King, Lao-Tsé)




sábado, 11 de setembro de 2010

SER




Estanho
Esteio
estranho
esquecido
Espaço
enlaço
estremeço ....


Iane Mello



Estremece
enlaçada não Espaço
esquecido , nao estranho
fazer Esteio, estanho
Braço do amor .
Enfim ...

Ser

João Miguel Alves



Estanho
O Ser
que me estranha
as entranhas
o querer ser amado
enlaçado
envolto abraço
assanha
arranha carne, pele
Seus lábios
a manjedoura
que me espera
expele
o gérmen do amor
que te guardo
intocado
nesse tempo etéreo...



Lou Albergaria


Diálogo Poético : Iane Mello , João Miguel Alves, Lou Albergaria

6 comentários:

Lou Albergaria disse...

Parabéns Ianê e Miguel!!!

Amei os poemas e a gravura maravilhosa!!!

BEIJÃO!!!!

um lindo final de semana a todos!!!

Hanukká disse...

Justificado, pois mediante a fé, temos paz com Deus por meio do nosso Senhor Jesus Cristo;
por intermédio de quem obtivemos igualmente acesso, pela fé, a esta graça na qual estamos firme; e gloriamo-nos na esperança da glória de Deus.


Boa noite, vim deixar um carinho, e desejar um abençoado fim de semana, bjos.

Rodrigo Della Santina disse...

Olá, poetas! A poesia se diverte aqui, pois não? Meus parabéns a todos vocês!
Grande abraço,

Insana disse...

Lindoo.

bjs
Insana

Maria disse...

Lindíssimos poemas, adorei.
Voltei do Rio de Janeiro e hoje venho especialmente para agradecer as suas carinhosas mensagens.
Bjs do tamanho do infinito
Maria

Ianê Mello disse...

Obrigada à todos pelo carinho.

grande bj.

Related Posts with Thumbnails