O Equilíbrio da Vida (TAO)


O excesso de luz cega a vista.


O excesso de som ensurdece o ouvido.

Condimentos em demais estragam o gosto.

O ímpeto das paixões perturba o coração.

A cobiça do impossível destrói a ética.

Por isso, o sábio em sua alma

Determina a medida de cada coisa.

Todas as coisas visíveis lhe são apenas

Setas que apontam para o Invisível.



(Tao-Te King, Lao-Tsé)




segunda-feira, 19 de abril de 2010

O Pássaro em Mim

O que esta pintura lhe desperta?

Vamos dialogar sobre isso?





Nua ... exposta
Em meu corpo de mulher
Presa a princípios
Tolhida por preconceitos tolos 
Trancada em meu próprio corpo
... minha prisão domiciliar
Traço meus próprios limites
e temo ultrapassá-los
Nasci para voar como pássaro
Mas o medo me impede
E o pássaro que em mim habita
Abre suas asas 
Quer voar
Ser livre...
A imagem refletida me revela
A essência que em meu interno
 por vergonha se esconde 
E eu me vejo como sou 
E por um breve momento  
Sou pássaro.

Ianê Mello 



Pássaro Encantado



Amanhã verei a menina bonita?!
- Vem minha sabiá, dê-me tua coragem
Liberta-me. Seguiremos viagem...
Até quando pagarei esta vindita?

Preciso tanto de tuas asas benditas
Vencerei esta neve. Chegarei à margem
Meu pranto agora se fez mensagem
Até quando esta provação prescrita?

Como criança choro pelo teu amor
Como a planta clama ao sol pela cor.
- Não sei voar por esta noite calma.

Fito a tua foto, aumenta a solidão
Lembro os tempos azuis - Dói coração!
- Volte, pássaro. Meu encanto. Minha Alma!..



Machado de Carlos




Há, em mim, um pássaro ferido,
de asas partidas,
em sonhos de voar.
Passarinho desse tempo,
-cruel tempo-
que só consegue engaiolar.

Há, em mim, um pássaro triste
que busca força para cantar
Que se revela, a cada dia,
pássaro sedento,
no seu sonho de voar.

Espera paciente
recompor as suas asas,
elevá-las,
alçar voo
e o céu alcançar.



Lice Soares


No voar
Do pássaro
Existe a liberdade
Do sonho
Nestas muralhas
Onde choro
Só ouço
O lamento do corvo.



Bravo




"Eu tiro a roupa, não entregue à  sedução
Do cisne. Eu tiro a roupa porque a dor de ser
O que sou me impele a isso. A sombra se antepõe
E me revela a obra que almejo e não terei".

 


RODRIGO DELLA SANTINA



Desato meus nós,
me lanço ao chão.
Em um quadro suspenso
minhas asas desenham a liberade.
E assim em fulgurante sono, flutuo...



Sandra Botelho 


Asas



Sempre foi livre esse meu amor
E mesmo assim nunca partiu
Nas linhas do horizonte se despiu
Não havia saudades
Só a sombras das tuas curvas
E as asas dos teus desejos
Se abriu
E nelas me ancorei e sou
Servil


Ulisses reis®
 
 
 Diálogo Poético - Colaboradores: Ianê Mello, Machado de Carlos,
Lice Soares, Bravo, Rodrigo Della Santina,Sandra Botelho


20 comentários:

Solange disse...

ah liberdade!! ainda que refletida numa pedra bruta..
asas sempre abertas, coração sempre fechado..
a nudez revela a entrega..
ensine-me a voar..e eu te ensinarei a amar!!

bjs.

Rodrigo Della Santina disse...

Mais uma postagem? Vai como o vento: subindo e subindo... Verei que posso compor para esta imagem. Por ora deixo-lhes uma pequena contribuição acerca da pintura de Magrite na postagem concernente.
Abraços,

Bravo disse...

No voar
Do pássaro
Existe a liberdade
Do sonho
Nestas muralhas
Onde choro
Só ouço
O lamento do corvo.

Beijos

Marta disse...

Gostei muito deste diálogo...
Vou voltar para ler com mais atenção; posso???
Beijos e abraços
Marta

Jairo de Salinas disse...

E eu, cativo de mim mesmo pelas grades crueis das opiniões sociais, vou tentando aos poucos sair dessa caverna platônica.
Beleza de poema!

Dilberto L. Rosa disse...

Lindas escolhas dos poemas, minha cara (especialmente o seu!)! Sobre "o que essa pintura me desperta": primeiramente, foi inevitável lembrar do clássico "Os Pássaros", de Hitchcock! Mas, passado o susto, deu uma sensação de que o pássaro é a consciência da moça em busca de uma libertação (a nudez...)! Muito bom, gostei do jogo e do diálogo poético, para béns! Abração e apareça!

Ianê Mello disse...

Obrigada à todos pela participação e comentários.

Voltem sempre.

Grande beijo.

Ianê Mello disse...

Marta,

seja bem-vinda.

Venha sempre que quiser.

Beijos.

Ianê Mello disse...

Aos amigos colaboradores os meus parabéns pelos lindos poemas.

Grande beijo à todos.

Efigênia Coutinho disse...

Um recanto interessante, que merece ser seguido e lido sempre.
Meus cumprimentos a sua iniciativa, e tem poeta aqui bem conhecido o Machado de Carlos, que eu sou admiradora a muitos anos.
Efigênia Coutinho
in New York

Sandra Botelho disse...

Desato meus nós,
me lanço ao chão.
Em um quadro suspenso
minhas asas desenham a liberade. E assim em fulgurante sono, flutuo...

Bjos achocolatados!

Rodrigo Della Santina disse...

Quero parabenizar a todos pelos poemas e pelo ímpeto poético. Deixo, esperando contribuir, minha pequena parte poética.
Abraços,

Ianê Mello disse...

Dilberto,

seja bem-vindo.

Interessante a lembrança a do filme "Os Pássaros", de Hitchcock.

Muito boa sua interpretação do p-oema.

Agradeço pelos comentários.

Abração.

Ianê Mello disse...

Efigênia,

obrigada pela visita e comentários..

Seja bem-vinda e volte sempre.

Beijos.

Ianê Mello disse...

Sandra,

lindo seu poemeto.

Obrigada pela presença.

Bjs

Ianê Mello disse...

Rodrigo,

agradeço pelo comentário e aguardo sua contribuição.

Fique à vontade.

Bjs.

Rodrigo disse...

Sim, minha cara, como disse, já contribuí, neste tópico e no do Magrite.

Almeida Lucius ™/ Ulisses Reis ®/Heleno Vieira de Oliveira disse...

Depois vc me diz como incluo ou se é somente as propostas novas que devemos interagir, mas escrevi isot, veja se gosta sobre a imagem, te agradeço, beijos !!!

Asas

Sempre foi livre esse meu amor
E mesmo assim nunca partiu
Nas linhas do horizonte se despiu
Não havia saudades
Só a sombras das tuas curvas
E as asas dos teus desejos
Se abriu
E nelas me ancorei e sou
Servil

Ulisses reis®

Ianê Mello disse...

Ulisses,

lindo poema.

Pode interagir à vontade.

Já estou postando para você.

Pode propor postagens também, iniciando-as.

Um abração.

Glória Müller disse...

Ianê, cheguei aqui através do blog da Maria. Senti um enorme prazer em poder ler os seus trabalhos e dos seus amigos poetas também. Tudo muito legal! Vcs estão de parabéns!!

Com carinho.
Glória

Related Posts with Thumbnails