O Equilíbrio da Vida (TAO)


O excesso de luz cega a vista.


O excesso de som ensurdece o ouvido.

Condimentos em demais estragam o gosto.

O ímpeto das paixões perturba o coração.

A cobiça do impossível destrói a ética.

Por isso, o sábio em sua alma

Determina a medida de cada coisa.

Todas as coisas visíveis lhe são apenas

Setas que apontam para o Invisível.



(Tao-Te King, Lao-Tsé)




quinta-feira, 29 de abril de 2010

Cores e versos





Quero
Ao menos
Um dia
Que seja
Todo feito
De cores
E versos

Um dia
Sem temas
Sem assuntos
Sem eventos
Adversos

Os pensamentos
Submersos
Num mar de chá
De canela
E maçã

Um dia
Assim...
Meio Amsterdã


Arte e texto: Zélia Guardiano



Tenho


O que tenho é puro alimento
Basta para mim com aviamento
Me abasteço nas sete cores
Que saudades ter os mesmo amores
Ainda não aprendi sou multicores
Saio e caminho pelos corredores
Onde ainda tenho marcas
E em certo ponto dores
Mais sei sentir o vento
Ele sim é um alento
Aquele que traz um maravilhoso
Movimento
Amo as ruelas de Ouro Preto
Mesmo na escuridão
Lá almas vagueiam são uma
Multidão
Nunca serei completo
Me sinto ainda um deserto
Sou um ser demente na procura
Do certo
Ainda bem que temos sede
Isso é viver não só de concreto
Mas querendo mais, não o exato
Mas o que me faz muito pensar
Tudo aquilo que é incerto
Que me remete a discutir
Não nasci para ser somente
Um pequeno inseto




Ulisses Reis®




Diálogo Poético - Colaboradores: Zélia Guardiano (arte e poema), Ulisses Reis

8 comentários:

Isabel disse...

Do pouco se faz um MUNDO de INTENSIDADE! Bravo!

«Se eu fosse malmequer
Mal me querias bem
Me querias porque flor
Seria em tuas mãos»

Isabel Montes

http://isabelmontes-poemas.blogspot.com/

Bravo disse...

Amiga Zélia
Sua pintura é uma primavera colorida, pintada com flores.
Seu poema um bálsamo para a mente.
Tudo o que lhe sai de dentro é belo e doce.

Beijos

Almeida Lucius ™/ Ulisses Reis ®/Heleno Vieira de Oliveira disse...

Zelia quando tivermos um dia igual teu desejo, quero estar presente para poetisarmos juntos, lindo a construção, beijos !!!

leila saads disse...

Nossa! LINDO esse dos dias, lindo mesmo! A segunda estrofe e o final principalmente!

Marta disse...

Continuo a gostar do azul...
Mas agora abri a porta às outras...
Avançam devagar, cheias de dúvidas, não lhes disse não tantas vezes???
Venham, venham pintar comigo o horizonte, a tempestade no mar...
Mesmo que o último abraço da noite seja para o azul....

Beijos e abraços
Marta

Ianê Mello disse...

Zelia,

você passa suavidade nas palavras e em sua bela pintura.

Parabéns, querida!

Meus cansados olhos agradecem poder contemplar tamanha beleza.

Grande beijo.

Ianê Mello disse...

Ulisses,

belíssimo fazer poético: forte, pulsante e verdadeiro.

Belíssimo poema!

Grande beijo.

Lou Albergaria disse...

Ulisses, lindo poema!!! Parabéns!!! Ainda mais citando Ouro Preto... Mas esse não foi o motivo principal de eu ter amado; foi pelo lirismo meio agridoce, mas muito instigante...

BJS!!!

Related Posts with Thumbnails