O Equilíbrio da Vida (TAO)


O excesso de luz cega a vista.


O excesso de som ensurdece o ouvido.

Condimentos em demais estragam o gosto.

O ímpeto das paixões perturba o coração.

A cobiça do impossível destrói a ética.

Por isso, o sábio em sua alma

Determina a medida de cada coisa.

Todas as coisas visíveis lhe são apenas

Setas que apontam para o Invisível.



(Tao-Te King, Lao-Tsé)




segunda-feira, 26 de abril de 2010

O primeiro desenho





Tema do diálogo: 
desenhos da natureza














O céu é de tão alto para muito mais
O sol é de tão intenso para mais luz
O céu gasta vãos com aviões e fumaça
O sol brinca de apagando-e-acendendo
O céu apanhou todos os azuis para ser
O sol engoliu luminárias e ficou aceso
O céu é pai das nuvens e das distâncias
O sol alimenta as manhãs e as estradas
O céu tem as paredes e os corredores
O sol está no abajur em cima do alto
O céu vai a todo lugar sem mexer o pé
O sol aquece tudo cá sem adormecer

O céu sobrevoa os desenhos do mundo
O sol vai mais baixo para pintar os dias
O céu gasta todo tempo sendo um vazio
O sol junta tudo e transforma em cores
O céu é de subir cada vez mais assim
O sol é de descer para encontrar chão
O céu tem tanta idade que nunca anda
O sol só vale o tempo de sua claridade
O céu não faz por esperar que aconteça
O sol descreve compromissos e horários
O céu é um arco por cima das cabeças
O sol é um fogo por dentro de tudo

O céu só há por haver sol
O sol por vagar nesse céu
O céu vai mais fora que as estrelas
O sol vem mais dentro que as células
Céu que por fora corpo
Sol que por dentro alma


Ricardo Fabião



Febo, após a Aurora, mancha o céu de um 
                                                               [amarelo-ouro.
Passa orgulhoso, queixo erguido, peito austero,
Como um escudo espartano.

Embaixo, na terra dos prometeus,
Uma criança humana brinca,
Feliz de sua mortalidade.



RODRIGO DELLA SANTINA



E senhor do 'ceu' sucesso
O Sol, galopante e soberano
Contemplando as regiões cerúleas
Segue em busca das montanhas
Para anunciar que está perto
O chegar das estrelas.


Jairo de Salinas




Sonha-se com o céu....
Inveja-se a tranquilidade do azul, 
com que podemos escrever o nosso nome...


Marta



Deito-me
Nas nuvens brancas
Que acariciam o sol
E deixo-me levar
Em rodopios de azul.

Lá em baixo
Deixo a escuridão.

Bravo





Diálogo Poético - Colaboradores: Ricardo Fabião, Rodrigo Della Santina, Jairo de Salinas, Marta, Bravo

 

17 comentários:

Ana Tapadas disse...

Ainda bem que fiquei leitora! Excelente poema.
bj

Marta disse...

Sonha-se com o céu....Inveja-se a tranquilidade do azul, com que podemos escrever o nosso nome...
Beijos e abraços
Marta

Jairo de Salinas disse...

E senhor do 'ceu' sussesso
O Sol, galopante e soberano
Contemplando as regiões cerúleas
Segue em busca das montanhas
Para anunciar que está perto
O chegar das estrelas.

Solange disse...

hehehehe gostei muito!!
bjs. Sol

curvasdapalavra disse...

Rodrigo...
é um prazer dialogar com você.
Abração.

Ana, Marta e Jairo...
agradeço por mim e pelo Rodrigo.
Aliás, as palavras de Marta e Jairo são tão ilustrativas e poéticas que bem poderiam ser postadas como continuidade do diálogo.

Abraços carinhosos.
Ricardo.

Ianê Mello disse...

Parabéns à todos.

Que diálogo belíssimo!

Ricardo, segui sua sugetão e postei os comentários.

Valeu pessoal!

Um beijo à todos.

pablorochapoesias.com disse...

Belíssima postagem! Muito bom conhecer teu espaço! Abraços!

Bravo disse...

Deito-me
Nas nuvens brancas
Que acariciam o sol
E deixo-me levar
Em rodopios de azul.

Lá em baixo
Deixo a escuridão.

Fábio disse...

Olá gostaria de convidá-lo a conhecer meu trabalho através do blog Ecos do Teleco Teço (WWW.ECOSDOTELECOTECO.BLOGSPOT.COM) . Grande abraço e sucesso com sua proposta !! Axé

Rodrigo Della Santina disse...

OLá para todos! Agradeço-lhes a leitura e a apreciação do(s) poema(s). Que o blog continue assim: cheio de poesia.
Grande abraço,
Rodrigo

Rodrigo Della Santina disse...

Agora que vi, Ricardo: visitarei sim seu espaço. E igualmente o prazer em dialogarmos eu tenho.
Grande abraço,

Ricardo Fabião disse...

Bravo,
não lhe pedi permissão, mas coloquei seu comentário na postagem...
São paavras muito bonitas, e contemplam perfeitamente o espírito da postagem.

Espero que não se chateie.

Abraço.
Ricardo.

Marcelino disse...

Muito bom o texto do Fabião, por si só um grande diálogo e poético!

Ricardo Fabião disse...

Obrigado, Marcelino...

Não demorará para dialogarmos poeticamente.

Abraço.
Ricardo.

Marta disse...

Obrigada por publicarem o meu "diálogo"...
Uma surpresa inesperada...
Obrigada...
Beijos e abraços
Marta

Ianê Mello disse...

Marta,

publiquei, embora um pouco receosa, sem a sua permissão.

Mas gostei muito de suas palavras...então.

Fico feliz que tenha gostado.

Bjs.

Ianê Mello disse...

À todos os colaboradores e amigos
quero, mais uma vez agradecer pelos belos poemas aqui postados.

Me sinto muito feliz em tê-los aqui.

Grande beijo e continuemos nossos diálogos.

Related Posts with Thumbnails