O Equilíbrio da Vida (TAO)


O excesso de luz cega a vista.


O excesso de som ensurdece o ouvido.

Condimentos em demais estragam o gosto.

O ímpeto das paixões perturba o coração.

A cobiça do impossível destrói a ética.

Por isso, o sábio em sua alma

Determina a medida de cada coisa.

Todas as coisas visíveis lhe são apenas

Setas que apontam para o Invisível.



(Tao-Te King, Lao-Tsé)




sábado, 23 de janeiro de 2010

Ah, o amor...




















O amor é inusitado
em sua forma de expressão
Às vezes exagerado,
às vezes mansidão

Nos deixa, às vezes, assim
como fossêmos lesados
parecendo estar tomados
por algo que não tem fim

Se apossa de tal forma
que nos toma por inteiro
e não existe uma norma
pra livrarmos do cativeiro

Entregar-nos é a solução
única e plausível
e vivermos a emoção
tornando tudo possível.



Ianê Mello


.
O amor é um puro acontecer
É um misto de prazer e de ciúme
É querer-te loucamente e não te ter
(o amor é feito de água e lume)

O amor não se aprende, não se ensina
É resistir à saudade sem queixume
É não saber onde começa, onde termina
(o amor é feito de água e lume)

É procurar um desejo insatisfeito
Como quem se busca e não se encontra
É sentir quebrar dentro do peito

As amarras, as regras, o costume
É ousar a coragem de ser contra
(o amor é feito de água e lume)



Albino Santos



Diálogo Poético - Colaboradores: Ianê Mello, Albino Santos

7 comentários:

My diary disse...

Muito bacana seu blog, estou seguindo-o, sinta-se a vontade se quiser seguir o meu tbm pra trocarmos idéias!!!

http://loreniitaahh.blogspot.com/

Um abraço carioca,

LL

Lorena Lima disse...

Muito bacana seu blog, estou seguindo-o, sinta-se a vontade se quiser seguir o meu tbm pra trocarmos idéias!!!

http://loreniitaahh.blogspot.com/

Um abraço carioca,

LL

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Ianê
Quando estamos amando ficamos com cara de bobo rsrsr
Bom fim de semana
Beijos

Ianê Mello disse...

Lorena,

obrigada pela visita e adesão.

Irei conhecer sim..Bjs.

Ianê Mello disse...

Wanderley,

e não é que é assim mesmo...rsrssr

Bom fim de semana.

Beijo grande.

Ianê Mello disse...

Albino,

lindíssimo poema, amigo.

Fico feliz em tê-lo aqui.

Bjs.

Lice Soares disse...

É o amor! Esse indizível ilimitado, ser inominado, por cada um de nós conceituado e, nas mil maneiras conexado no mesmo pronunciar: amor.
Que sria de nós, entretanto, se não o experimentássemos, sob as suas ondas, naufragássemos...o amor.
Parabéns, poetas. E viva o amor!
Abraços.

Related Posts with Thumbnails