O Equilíbrio da Vida (TAO)


O excesso de luz cega a vista.


O excesso de som ensurdece o ouvido.

Condimentos em demais estragam o gosto.

O ímpeto das paixões perturba o coração.

A cobiça do impossível destrói a ética.

Por isso, o sábio em sua alma

Determina a medida de cada coisa.

Todas as coisas visíveis lhe são apenas

Setas que apontam para o Invisível.



(Tao-Te King, Lao-Tsé)




quinta-feira, 28 de abril de 2011

Visão do Tempo

Pintura de Toulouse Lautrec





O medo que perpassa
cabelos em desalinho
arqueadas costas
em súplicas contidas
na espera desmedida
o tempo que se esconde
minutos, horas, dias
o mormaço provocante
com sabor de saudade
na janela a penumbra
revela tão só presença
no vazio do recinto
a falta que ela faz


Ianê Mello






2 comentários:

Mgomes - Santa Cruz disse...

Ianê: Pequenino mas lindo adorei.,
Beijos
Santa Cruz

Ianê Mello disse...

Obrigada, santa Cruz.

Grande abraço.

Related Posts with Thumbnails