O Equilíbrio da Vida (TAO)


O excesso de luz cega a vista.


O excesso de som ensurdece o ouvido.

Condimentos em demais estragam o gosto.

O ímpeto das paixões perturba o coração.

A cobiça do impossível destrói a ética.

Por isso, o sábio em sua alma

Determina a medida de cada coisa.

Todas as coisas visíveis lhe são apenas

Setas que apontam para o Invisível.



(Tao-Te King, Lao-Tsé)




sexta-feira, 22 de abril de 2011

De corpo e Alma



No limite do desejo
mergulhando no escuro
desarmada
entregue
de alma e corpo
desabrochando para o amor

Não diga nada
apenas venha comigo
mergulhe nesse infinito
não tenha medo
amar é o segredo
ajude-me a desvendá-lo

Sem controle
sem medidas
sem razão
Deixe-se dominar
pela emoção que aflora
No pulsar das veias
no bater do coração
escute o som
da vida que grita
Liberte-se...


Ianê Mello

4 comentários:

Paulo Laurindo disse...

Eis uma proposta que deve ser aceita sem reservas. Afinal, além de todas as convenções, amar é o melhor que podemos fazer.

M@ria disse...

E se de repente ouvir uma melodia... Pedi aos anjos que sussurrem uma canção de paz sobre sua vida.

(Sirlei L. Passolongo)

Amor & Paz na sua vida...Beijos! M@ria

Andressa disse...

Qual será o som da vida?

Ianê Mello disse...

Obrigada, amigos, pela presença.
Bjs.

Related Posts with Thumbnails