O Equilíbrio da Vida (TAO)


O excesso de luz cega a vista.


O excesso de som ensurdece o ouvido.

Condimentos em demais estragam o gosto.

O ímpeto das paixões perturba o coração.

A cobiça do impossível destrói a ética.

Por isso, o sábio em sua alma

Determina a medida de cada coisa.

Todas as coisas visíveis lhe são apenas

Setas que apontam para o Invisível.



(Tao-Te King, Lao-Tsé)




quinta-feira, 11 de agosto de 2011

AUSÊNCIA/ O VAZIO QUE FICOU



Minha ausência
Não é sopro de vento
Nem mormaço e calor


Só é chuva torrencial
Que não atrai desalento
Nem institui o pavor


É apenas uma aparência
De um viés tangencial


IVAN CEZAR

(http://ivancezar.blogspot.com/)

Justificando minhas ausências
... com versos ...
claro !




O VAZIO QUE FICOU




Sua ausência se fez sentir
na falta de palavras
em versos transformadas
no lugar vazio a sua espera
lacuna por ninguém preenchida


Sua ausência se fez sentir
na página em branco
no passar das horas
na saudade amiga
de um querer bem


Seu lugar aqui está
somente a sua espera
fique à vontade amigo
para derramar seus versos
inebriando nossos sentidos




Ianê Mello

2 comentários:

Ianê Mello disse...

Ivan,
fiquei muito feliz com sua presença, amigo.
Volte sempre e participe do Projeto no blog.

Bjs.

Vindo dos Pampas disse...

GENIAL!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
VAMOS COLOCAR OS IDOSOS NA CADEIA ...
UMA IDEIA A EXPLORAR?

Veja no http://vindodospampas.blogspot.com/

Related Posts with Thumbnails