O Equilíbrio da Vida (TAO)


O excesso de luz cega a vista.


O excesso de som ensurdece o ouvido.

Condimentos em demais estragam o gosto.

O ímpeto das paixões perturba o coração.

A cobiça do impossível destrói a ética.

Por isso, o sábio em sua alma

Determina a medida de cada coisa.

Todas as coisas visíveis lhe são apenas

Setas que apontam para o Invisível.



(Tao-Te King, Lao-Tsé)




sábado, 10 de dezembro de 2011

Diálogo Poético Ianê Mello e Ildo Silva - Haicais





olhar que voa
pousa no meu
borboleta em flor

Ianê Mello

olhar que voa
pousando nas flores
borboletas


Ildo Silva

borboletas no céu
olhares em flor
pousam livres

Ianê Mello 


me perco no ar
borboleta no céu
livre voar


Ildo Silva

amor leve no olhar
asas cor de luz
bailam no céu azul

Ianê Mello


olhei, me perdi
borboletas ensaiam
danças de amor

Ildo Silva

3 comentários:

Alê disse...

Leve como uma borboleta,


Bjkas

MIRZE disse...

Amo HAIKAIS!

Esses estão show!

Parabéns pelo belo diálogo!

Beijos

Mirze

Amor feito Poesia disse...

As pequenas consciências piscam o olho,
as grandes lançam raios.
Se não há nada que brilhe debaixo da pálpebra,
é que não há nada que pense no cérebro,
é que não há nada que ame no coração."

-Victor Hugo-

Feliz semana com amor e paz!
Beijos no coração...M@ria

Related Posts with Thumbnails