O Equilíbrio da Vida (TAO)


O excesso de luz cega a vista.


O excesso de som ensurdece o ouvido.

Condimentos em demais estragam o gosto.

O ímpeto das paixões perturba o coração.

A cobiça do impossível destrói a ética.

Por isso, o sábio em sua alma

Determina a medida de cada coisa.

Todas as coisas visíveis lhe são apenas

Setas que apontam para o Invisível.



(Tao-Te King, Lao-Tsé)




segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Quem nasceu primeiro: o homem ou a galinha?



O mundo é um frango que arde sem coser;
Uma galinha que choca descontente;
Um pintinho que nasce impertinente;
Um ovo que nasceu sem o fazer.

É um não-querer; é um sim-querer;
É um frango à solta displicentemente;
É um pintinho louco e mui carente,
Molhado, como um pinto deve ser.

É uma galinha presa em liberdade;
Um frango assado e muito rubicundo;
Um pintinho capado sem piedade.

Porém, como causar amor profundo
No coração da gente se a verdade
Não escapa das mil voltas que dá o mundo?

RODRIGO DELLA SANTINA

2 comentários:

Marcelino disse...

Boa sacada, poeta. É sempre bom encontrar autores contemporâneos que se debruçam sobre a literatura dita mais clássica para com ela interagir, é um tipo de situação que reacende a chama dos livros eternos.

Rodrigo Della Santina disse...

Muito obrigado, Marcelino! Deveras: achei bastante interessante brincar ou interagir com o mestre renascentista.
Grato pela apreciação!
Grande abraço,

Related Posts with Thumbnails