O Equilíbrio da Vida (TAO)


O excesso de luz cega a vista.


O excesso de som ensurdece o ouvido.

Condimentos em demais estragam o gosto.

O ímpeto das paixões perturba o coração.

A cobiça do impossível destrói a ética.

Por isso, o sábio em sua alma

Determina a medida de cada coisa.

Todas as coisas visíveis lhe são apenas

Setas que apontam para o Invisível.



(Tao-Te King, Lao-Tsé)




sábado, 11 de fevereiro de 2012

Diálogo Poético: Ianê Mello e Wilson Caritta






TEIA DA VIDA



A vida assim escorria
entre os dedos,
entre as mãos
e dela nada retia
na retina do olhar
que se perdia
em anoiteceres
de angústia e solidão
O tempo enredado
como teias
que se entrelaçam
num estranho balé
e eu prisioneira
presa certeira
enrodilhada em mim mesma
em meus próprios erros



Ianê Mello




PÁRIA




movia a caneta
entre os dedos,
trazia o tempo
e a poeira das ruas
perdia vida
por metro quadrado
de cada passo
pesado e cansado
andando ...
de encontro a sorte
movia a caneta atrás da morte...


Wilson Caritta.


*

Crédito de Imagem: Pintura de Susan Seddon Boulet

4 comentários:

Alê disse...

É tudo tão rápido,


Um piscar de olhos

Wilson Caritta disse...

Nossa Ianê Mello!... que lindo amiga, grata e doce surpresa... suas gentilezas são mimos especiais que recebo com muito carinho.

Beijos amiga!

Ianê Mello disse...

Olá, Alê!!! Obrigada pela visita.
sim, o tempo passa, sem que seque nos demos conta. Bjs.

Ianê Mello disse...

Olá, amigo Wilson, fico feliz que tenha gostado. É sempre bom dialogar contigo.
Obrigada pelo seu carinho. Bjs.

Related Posts with Thumbnails