O Equilíbrio da Vida (TAO)


O excesso de luz cega a vista.


O excesso de som ensurdece o ouvido.

Condimentos em demais estragam o gosto.

O ímpeto das paixões perturba o coração.

A cobiça do impossível destrói a ética.

Por isso, o sábio em sua alma

Determina a medida de cada coisa.

Todas as coisas visíveis lhe são apenas

Setas que apontam para o Invisível.



(Tao-Te King, Lao-Tsé)




domingo, 26 de fevereiro de 2012

Diálogo Poético: Ianê Mello e Leila Onofre


DELIRANTE DESEJO


te quero
te espero
te espreito
no escuro do quarto
no aconchego da cama
te busco
tateio no escuro
te pego
te toco
te mordo o pescoço
te lambo a nuca
te sussurro no ouvido
palavras nuas
palavras cruas
palavras suas
te aperto
te cheiro
te prendo em meus braços
te enlaço em minhas pernas
te quero agora
sem demora
vem, meu amor
com calma
com alma
me toma...
...


sem pressa.



Ianê Mello

(http://labirintosdaalma.blogspot.com/2011/11/delirante-desejo.html#links)


Manhã de Domingo
Rolo da cama do silêncio,
da noite sôfrega, acordo.
O ar é raro, o som é leve.
O café perfuma meu quarto,
a torrada estala quentinha.
Seu beijo de boca cafezada
melada de geleia- me seduz.
Rolo na cama pasmada,
perdida nos seus beijos.
Ah, adoro os Domingos!
O cheiro da cama sedosa,
os cachorros alegres- brincam.
Você na sua generosidade
dando amor e mais amor.
Tonteio-me de carinhos.
A chuva de banho quente,
nossos corpos espumados
por aromas inexplicáveis.
Deslizam... Sorriem...
Nessa paz de Domingo.
Não quero sair, hoje.


Leila Onofre

Um comentário:

Alê disse...

Lindo,


E cheio de desejo,

Related Posts with Thumbnails