O Equilíbrio da Vida (TAO)


O excesso de luz cega a vista.


O excesso de som ensurdece o ouvido.

Condimentos em demais estragam o gosto.

O ímpeto das paixões perturba o coração.

A cobiça do impossível destrói a ética.

Por isso, o sábio em sua alma

Determina a medida de cada coisa.

Todas as coisas visíveis lhe são apenas

Setas que apontam para o Invisível.



(Tao-Te King, Lao-Tsé)




quinta-feira, 10 de março de 2011

Criatura


Ergue tua cabeça, criatura,
Sê completa em tua imperfeição!
Descobre teus olhos, tira-lhes as pálpebras que os
        cobrem, e vê, quase que inteiramente, diluindo-se
               célere, como no movimento browniano, a vida
                                                                       miserável ante a ti.
Vê e ajoelha: o miserável és tu.

Ó, criatura, não balbucies,
Não tremas inutilmente os lábios;
Guarda o teu espanto, a tua dor, teu desespero;
Guarda o teu medo e tua vontade de chorar.

Não deixes roupas sujas sobre a cama.
Não deixes sobre a cama roupas sujas.
Limpa tua casa como se a vida fosse justa e tudo no
           mundo te fosse indiferente ou desimportante.

Calça os teus sapatos de trabalhar,
Veste a tua calça de trabalhar,
Põe tua camisa e teu chapéu de trabalhar
E sê como és, ó criatura.

Mas ergue tua cabeça,
Tua cabeça ergue,
Não para sentires orgulho,
Mas para te enojares de ti sabiamente.

RODRIGO DELLA SANTINA

11 comentários:

Carol Morais disse...

E o que somos nos, senao pedacinhos muito miudos numa imensidao chamada vida?
Belissimo escrito!
Um beijo!

Paulo Francisco disse...

Muito bom!
Gostei do jogo de palavras.
Um abraço.

Cadinho RoCo disse...

Precisamos de estar sempre em movimento.
Cadinho RoCo

John Kennedy disse...

Oi,eu estou passando pra dizer que acompanho seu blog a pouco tempo mas eu gostei muito muito mesmo de tudo ,sempre adorei poemas ,bom,eu tambem tenho um espaço,onde eu escrevo algumas coisas se puder dar um olhada

http://ironico-porem-amargo.blogspot.com/

Ah e estou te seguindo,Abraço!!!

Rodrigo Della Santina disse...

Olá, Carol! Olá, Paulo! Olá, Cadinho! Olá, John! Quero agradecer a visita de vocês e o gosto de tiveram por meu poema. Muito obrigado!
Grande abraço a todos,

Folhetim Cultural disse...

Olá gostaria que visita se meu blog que é dedicado a cultura. Espero que goste nele tenho uma coluna poética aos sábados ás 09 da manhã espero poder contar com sua visita.

Sucesso em seu espaço.

Magno Oliveira
Twitter: @oliveirasmagno ou twitter/oliveirasmagno
Telefone: 55 11 61903992
E-mail oliveira_m_silva@hotmail.com

Daniel disse...

Gostei de todo o blog
e principalmente da poesia
só discordei com a última linha viu?
mas de alguma forma, tudo aqui é muito belo e tu escreves sabiamente.

Dan

Rodrigo Della Santina disse...

Olá, Daniel! Que bom que tenha gostado do bloge dos versos! Fico(amos) contente com isso, discordando ou não do dito!
Abraço,

Amor feito Poesia disse...

Que minha simplicidade,
deixe o rastro
da luxúria de minha alma.
O mais,é nada.

Patty Vicensotti

Beijos poéticos e perfumados...M@ria

João Videira Santos disse...

Diria que é um fluído de palavras onde se descortina um desaguar agreste...
Será?

Rodrigo Della Santina disse...

Olá, Patty e João! Muito grato pela visita de vocês! E também pela apreciação de meus versos e deste blog! Que a poesia continue inspirando a todos nós!
Grande abraço,

Related Posts with Thumbnails