O Equilíbrio da Vida (TAO)


O excesso de luz cega a vista.


O excesso de som ensurdece o ouvido.

Condimentos em demais estragam o gosto.

O ímpeto das paixões perturba o coração.

A cobiça do impossível destrói a ética.

Por isso, o sábio em sua alma

Determina a medida de cada coisa.

Todas as coisas visíveis lhe são apenas

Setas que apontam para o Invisível.



(Tao-Te King, Lao-Tsé)




quarta-feira, 28 de março de 2012

O gafanhoto


Salta gafanhoto.
Aparta-te da civilização.


(Vais ligeiro.
Vais para a grama a que pertences.
A longos e grandes saltos...).




Eu, que te vejo,
Invejo o teu salto.


Num único segundo tens a graça do vento e o calor do sol...

RODRIGO DELLA SANTINA

3 comentários:

Mirze Souza disse...

Lindo, Ianê.

Ter a graça do vento e o calor do sol já é uma glória,

Beijos

Mirze

Silenciosamente ouvindo... disse...

Foi com alegria que recebi a sua
visita no meu intemporal-pippas.
Fiquei contente que tivesse
continuado a gostar do mesmo.
Tenho o meu mais recente:
http://sinfoniaesol.wordpress.com
se quiser passar por lá seria
um gosto.
Beijinhos
Irene

Santa Cruz disse...

Ianê: Lindo Que esse gafanhoto salte para longe.
Beijinhos
Santa Cruz

Related Posts with Thumbnails