O Equilíbrio da Vida (TAO)


O excesso de luz cega a vista.


O excesso de som ensurdece o ouvido.

Condimentos em demais estragam o gosto.

O ímpeto das paixões perturba o coração.

A cobiça do impossível destrói a ética.

Por isso, o sábio em sua alma

Determina a medida de cada coisa.

Todas as coisas visíveis lhe são apenas

Setas que apontam para o Invisível.



(Tao-Te King, Lao-Tsé)




sábado, 3 de março de 2012

Dialogo Poético: Ianê Mello e Luis Lima



SENTIRES EM CORDAS



em cordas delicadas
pulsantes em vida
assim manifesta

...

frio da neve
degela em sons
no sol que se insinua

...

dança do corpo
em movimentos sutis
recriação em si
em alma liberta

...

prazer de estar
e encontrar-se

...

música que incorpora
sentires...


Ianê Mello




“””””””
Jardim de abril
um teclado aberto
a convergir
do arco anil
ao músculo da melodia

De degrau em degrau
até ao fundo da escala
uma escada erguida
à nau de ti
quem sabe
um dia

“””””””
“”””
(luis lima)



*


Crédito de Imagem: Fotografia de Anka Zhuravleva 

2 comentários:

Sandra disse...

BOM FINAL DE SEMANA.
COMO VOCÊ ESTÁ??
PASSEI PARA DEIXAR MEU CARINHO.

"O valor das coisas não está no tempo em que elas duram,
mas na intensidade com que acontecem.
Por isso existem momentos inesquecíveis,
coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis".
(Fernando Pessoa)

CARINHOSAMENTE,
SANDRA

Santa Cruz disse...

Ianê: Lindo os poemas parabens aos dois autores.
Beijos
Santa Cruz (Diácono Manuel Gomes)

Related Posts with Thumbnails