O Equilíbrio da Vida (TAO)


O excesso de luz cega a vista.


O excesso de som ensurdece o ouvido.

Condimentos em demais estragam o gosto.

O ímpeto das paixões perturba o coração.

A cobiça do impossível destrói a ética.

Por isso, o sábio em sua alma

Determina a medida de cada coisa.

Todas as coisas visíveis lhe são apenas

Setas que apontam para o Invisível.



(Tao-Te King, Lao-Tsé)




sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Vozes em madrigal - Sexta-feira da Ousadia Literária - DESEJOS




Amantes

Em teu corpo nu
passeia minha língua
úmida  
cada vez mais atrevida
sorvendo seu suor
perfumes, odores
inebriam a paixão
nossos corpos molhados
em êxtase
pernas que se entrelaçam
mãos que se buscam
bocas que se beijam
entorpecendo os sentidos
amantes na entrega
dança sensual
gemidos roucos
abafados
gritos emudecidos
entre dentes
explodem
em profundo gozo.


Ianê Mello


Avassalador

Em teu corpo derramo suores
odores, perfumes
e minha flor se abre em pétalas
carnudas e doces
para em tua boca estremecer
derramar-se
em rios caudalosos
saciando tua sede
encontro de línguas
sedutoras e ousadas
que vorazmente sorvem
a delícia do gozo
em nossos corpos
saciados de amor.

Ianê Mello


Desejo de Amar

Me pega pelos flancos
me vira do avesso
me morde 
me lambe
desvenda segredos...

desbrava meu corpo

...

sussurra em meu ouvido
beija minha nuca
me arrepia
o pelo, a pele... 

...

me toma
em seus braços
me beija na boca
e eu
lânguida e entregue

sou tua...

perfumes, suores
exalam no quarto
cheiro de amor
nos lençóis
em nossos corpos


desejos guardados
na espera do tempo
os beijos sonhados
carícias precisas


em nós dois
o pecado
se perde de vista
no amor que invade

....

e fica.

 Ianê Mello


Cálice Sagrado


em teu corpo fluir
corredeira
fluidificar suores
escorrer como veio
leito de rio
...
nas margens
mansamente
repousar
...
amores desejosos
sem freios
sem diques
rumo ao mar
...
liquefeitos ardentes
tremores vulcânicos
lavas incandescentes
...
leite derramado
cálice sagrado
vinho licoroso
entre pernas e delícias
gozos sem fim
...
urros
gritos
gemidos abafados
bicho solto
fera em mim

Ianê Mello

(Foto de cartier Bresson)

(Luiza)

Desejos em haicais

um desejo claro
é tecer a noite 
em vendavais

outro desejo raro
é beijar os sóis 
em cais

um desejo manso
é abraçar o canto 
dos pardais

um desejo louco
é multiplicar o pouco 
em fogos monumentais

todo desejo 
é tanto mais que se possa
ler nos créditos finais

(Luiza Maciel Nogueira)


Pelos campos do Desejo

Corro pela trilha estreita a procura do que a pouco perdi
estou atônita
então corri
preciso alcançá-lo
ele está indo muito depressa
não me espera
Ei!por favor...
preciso de seus tatos
não abafe com maus-tratos
meus sentidos
me espera!

Giselle Serejo


Loucuras da Mulher-cabelo III-Desejos

Correu solta por aí a cabeluda
estava enlouquecida em achar
o desejo número1
a Pedra Filosofal 
encontrou a tal da pedra
bem no meio do caminho
do poeta
aquele
fininho
de óculos
todo gauche.
Louca,mulher cabelo
encontra tudo que deseja
Juntou a Pedra, era pequena
e pôs no bolso do poeta
em plena Avenida Nossa Senhora de Copacabana.
Ninguem viu
ela....sumiu.

Giselle Serejo



Cama de gata

Longa noite de espera
pudera
forrei com penas de passarinho nosso ninho

ronronei no cio

voa logo
plaina bem aqui
na minha cama cigana

invade com teu suor de homem-pinho
nosso canto
esvoaça

me toca sem pena
encanta
me ama
nem pensar sair da cama.

Giselle Serejo 

Carnálias

Confesso foi o amor dos efemêros
jagaram-se em cima das flores
sem pudor


Ousaram

deletaram todos os ruídos
in-bem vindos

amaram

Deixaram correr frouxo suas luxúrias
amaram como quem ama só por hoje
Fetiches matizes

Efemêros

Nem ligaram para os detritos envolvidos relaxaram em doce deleites
brincaram de Carpe diem.

Sossegaram.

Giselle Serejo


Encontro Marcado

Foi nesse paradiso
que marquei meu encontro contigo
quem apareceu foi Eros
ele veio e me deixou só com o arco
flexou-me e levou para campina
a flexa suja de sangue
fiquei desejosa de ti
como não apareceste
arrumei outro pretendente
só soube disso
quando acordei
carente.

Giselle Serejo



SINTO DESEJO
O CORPO FERVE,
TU ME REFRESCAS.

Pedro Campos


as pedras do cais estão gastas
e os desejos são pontes sem fim
para dentro do mar onde habitas
e o nevoeiro inquieto te separa de mim

por trás a perder de vista
Reclama a terra num grito
Os animais as flores os rios
se juntam neste coração infinito

e neste porto suspensas
estão as partidas e as chegadas
até que tu meu longo amor
Me leves de brancas velas desfraldadas

António castanheira



Desejo in(continente)

Meu desejar é estrangeiro
Varando as madrugadas clandestinas
Para me fazer enroscar em teu poema
No teu corpo vão...
Mastiga minha carne
Devora minha fome
Faz-me cidadã cativa
Olha-me com tua íris oceânica
para proximar nossas distâncias
Vem desaguar dentro de mim tua poesia
- vês o que me causas?
Quase sempre és meu,
eu, absurdamente nua.

Amy Chauvin Mil-Homens



Desejo anelante

: É tua minha fome, meu sumo, meu suor,
meu sal, meu desejo, meu ventre e meu seio,
minha mão na tua rigidez, minha sagrada utopia, 
minha morada e meu sempre, pátria minha, leito nosso.

Muito mais que ontem, sou tua, hoje,
em pele, em sussurros, em pêlos e arrepios...
na minha entrega, em corpo, em lascívia e (in)certezas,
em espírito e embaraços de insanos desvarios.

Completa e repleta, absurdamente possuída,
em tons contrastantes, nua, vestida, 
sou toda tua, és dono de meus desejos.

Sincronização e simbiose perfeitas.
Gozo e prazer fazendo festas em nossas entranhas
tal qual o encontro das águas amazônicas
Como índia danço em ti chamando tuas “chuvas”

Teu puro de(leite)
Incessante a nos purificar
Ansioso por escorrer no meu desejo
Tal qual uma cascata de água -
água benta

Amy Chauvin Mil-Homens


Cúmplice dos meus desejos

Chegastes de mansinho, sem fazer alarde.
A pegar-me pelo braço 
desatando minhas amarras
e desvendando meus desejos codificados
Tornou-se cúmplice dos meus ais. 
Em abraços tântricos como hidratantes corporais
virou e revirou-me do avesso
aplaudindo minha alma …
Meu desejo é ser tua!
Mas não compreendo que sentimento é este...
Pois ele ultrapassa o limiar do necessário
Inocente, indecente…sei lá
Quem sabe é por eu ser mesmo assim,
tão criança e detentora de um sentimento
crescido aqui dentro,
que me faço oferenda fechando os olhos
trêmula de um desejo tatuado
em minhas estranhas entranhas:
just because you are you...

Amy Chauvin Mil-Homens

Bebo tua loucura 
Embriago-me do fogo
Teu sangue queima
Alucina-me em delírios
Teu querer me absorve
Somos ardência pura!

Ydeo Oga


Amo o teu sorriso, e ainda que eu não possa vê-lo todos os dias – está desenhado no meu querer.

Ydeo Oga


Corpos nus
Tatuados de desejos

Entrelaçados nós
Mosaico perfeito

Cabe um momento
Plenitude-amor

Ydeo Oga

Lobo de ti
Cravo-te entranhas

Peles em transe
Transam veias
Dilatadas-nuas

Presa tua!

Ydeo Oga


PROFECIA 

Como ardência
Que queima a pele
O desejo é latente
É querência
É prazer prenunciado
Na madrugada de indecência

Horacio Xavier

Desejo

Q uisera poder
U m dia, mesmo que distante
A mar-te, e
N o teu corpo
D eixar por inteiro
O ndas de carinho

Sidney Santos - Poeta dos Sonhos


NOS OLHOS DA MINHA AMADA

... nos olhos da minha amada:
emoção,
aviso,
carinho
sorriso...

... no sorriso da minha amada:
saudades,
atenção,
vontades,
tentação...

... na tentação da minha amada:
abraços,
beijos,
laços,
desejos ...

... nos desejos da minha amada:
calor,
prazer,
amor,
viver...

... no viver da minha amada:
... não precisa mais nada.

Sidney Poeta Dos Sonhos

LIÇÃO DE AMOR

No compasso acertado
Vontades de se gostar
Santificado pecado
De corpos a se encontrar

Gostos de todos sabores
Mistura de soluções
Aroma conjunto de odores
Encontro de corações

Criar tempo presente
Gerúndio do se achar
Nos desejos latentes
Expresso no verbo amar

SIDNEY SANTOS - Poeta dos Sonhos

 

INCANDESCÊNCIA

Queda pasmo um olhar!
A íris dilata-se,
pára o globo e
estreitam-se as aletas
...se faz faltar o fôlego
aah...mas do fundo,
necessário, chega o ar
como suspiro,
caminha,
quente ainda,
como sussurro
que abrasa a boca,
um novo fluxo,
apimentando a língua
na urgência do convite
ah...vem
... e vibra o tímpano
com o cicio,
pelos se encrespam,
perspassa as vértebras 
uma corrente elétrica
...no avêsso do tecido
arranham-se os mamilos;
ardendo
lambem-se e dançam
duas flamas que crepitam.
*


Imagem: de Peregrina Heathcode
no Tutt'ART do FB

De: NeyMaria Menezes

CATARSE DO PRAZER

Mando às favas o bom senso
Busco o aroma do incenso
Busco a excitação a que sou propenso

Mando às favas a educação
Quero o cheiro do manjericão
Quero o prazer que me chama atenção

Mando às favas a simpatia
Estou afim da heresia
Estou afim do desejo e da magia

Não quero mais promessa
Chega de conversa
Quero o amor que me resta
No corpo do homem que me interessa

Horacio Xavier  




Desejos

Desejos sonhados...
contidos... guardados...
escondidos...camuflados...
desejo de presença...
de toque... de beijo...
de cheiro... de suor
desejos escancarados...
falados... sentidos...
gemidos... violados
Desejo de você!!!

Enice de Faria

 
Adoro-te...meu desejo...fazes-me vibrar..quando me tocas...tremo..quando as minhas mãos passeiam em ti...lentamente...nas tuas costas..nas tuas coxas...quero-te..meu desejo..tremo quando me olhas...fico tonta..quando sorris..estou atrás de ti..coloco as minhas mãos nos teus bolsos..puxo-te suavemente para mim..beijo-te o pescoço..o arrepio em ti...o desejo em mim...viras-te..beijas-me...si
nto a tua lingua beijar a minha..digo-te que te amo..que te desejo...dispo-me de mim...visto-me de ti...estou em ti..sinto-te tão intensamente..que todo o meu corpo grita o teu nome...desejo-te..deixa-me ficar em ti..meu amor...

(Cris Anvago)




Um comentário:

1manview disse...

I'm having trouble trying to figure this blog, but the poems were very erotic and sexy, I will have to come back and read some more.
Have a great day...

Related Posts with Thumbnails