O Equilíbrio da Vida (TAO)


O excesso de luz cega a vista.


O excesso de som ensurdece o ouvido.

Condimentos em demais estragam o gosto.

O ímpeto das paixões perturba o coração.

A cobiça do impossível destrói a ética.

Por isso, o sábio em sua alma

Determina a medida de cada coisa.

Todas as coisas visíveis lhe são apenas

Setas que apontam para o Invisível.



(Tao-Te King, Lao-Tsé)




quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Em Oração









O mar guarda segredos
em ondas que vem e vão
em meus olhos
infinitos se descortinam
minha alma lançada ao mar
em total solidão
.... estou só
nessa imensidão azul
de iodo e sal
sou grão de areia
pequenino e frágil
elevo meus olhos
aos céus e peço 
em oração:
- Ser divino de luz
tenho pés de barro
dê-me asas para voar
e com a ponta de meus dedos
permita-me tocar a face das estrelas
derramo meus olhos 
marejados
nessas profundas águas
nessa fonte de desejos
desvelo-me da dor
meu corpo flutua
e minha alma pura
nua....
se liberta
e voa...

Ianê Mello, inspirado na música Dante's Prayer - Loreena McKennitt.




O mar guarda segredos
Guarda enredos
No mar sem fundo
Me confundo
No seu vai e vem
Eu vejo alguém
Vejo a dor
Vejo o amor
Vejo a sorte
Vejo a morte
E a solidão
Da sua imensidão
Tantos caminhos
Sem carinhos
Nele percorri
Mas sobrevivi
Fonte de vida
A mais querida
Dali todos viemos
Por ele tantos padecemos
Quantos junto a ele se amaram
E se deixaram
Mas sempre nele se encontra inspiração
E tantos nele afogaram a paixão
E na sua nudez tantos se afogaram
E libertaram
Por isso gosto tanto de ti ….OH ! MAR……..


Joaquim Vale Cruz

2 comentários:

BLOG DE POESIAS DO PROFEX disse...

Iannê, visitando seu espaço. Gostei. Vi equilíbrio e tranquilidade por aqui...
Deixo um grande abraço.

Ianê Mello disse...

Agradeço por sua visita.
Fico feliz que tenha se sentido dessa forma. Volte sempre.

Grande abraço.

Related Posts with Thumbnails